sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Sedenta pelo teu toque ,
espero, aguardo.
 Os minutos se alongam, 
as horas torturam 
mais que qualquer castigo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário